Alunos de medicina de Blumenau reproduzem foto que gerou acusações de machismo

2

Universidade Regional de Blumenau disse que a postura é ofensiva à sociedade e instalou comissão para apurar o caso.

Por Rafael Bruza

Um grupo de alunos de medicina da Universidade Regional de Blumenal (Furb), em Santa Catarina, reproduziu a foto feita por alunos do Espírito Santo esta semana, gerando acusações de machismo na Internet. Em ambas as imagens, alunos de medicina aparecem fazendo gestos com as mãos simulando uma genitália feminina.

No caso de Santa Catarina, a universidade emitiu nota dizendo que apurará o caso.

“A Universidade Regional de Blumenau (FURB), ao tomar conhecimento de imagem veiculada nas redes sociais de alguns estudantes em postura ofensiva à sociedade, incompatível com os valores que regem a nossa Instituição, repudia o episódio. Conforme nosso Regimento Geral, instalamos uma comissão para apuração dos envolvidos, obedecendo os preceitos legais”, diz a nota emitida pela universidade.

A denúncia da imagem reproduzida foi feita pela escritora Elika Takimoto em sua rede social. Em outro post, Takimoto comentou a foto dos alunos do Espírito Santo dizendo que já sofreu assédios sexuais de médicos.

Outra foto

A outra foto que gerou acusações de machismo na Internet foi tirada por alunos da Universidade de Vila velha (UVV), no Espírito Santo. Nela, 12 alunos de medicina da unidade aparecem vestindo jaleco, com as calças abaixadas até o tornozelo e fazendo gestos que simulam vaginas.

Neste caso, a universidade também abriu sindicância, que pode durar até 30 dias, para investigar o caso.

O grupo do Espírito Santo pode ser punido verbalmente, com suspensão de três a cinco dias ou com expulsão da universidade.

Cada um dos alunos foi ouvido na segunda-feira (11), pela coordenação do curso de medicina.

Jornalista formado em Madri, retornou ao Brasil em 2013 para lançar um meio de comunicação próprio. Idealizou, projetou e lançou o Indepedente em fevereiro de 2016. Acredita que o futuro do mundo está dentro de cada um de nós e trabalha para que as pessoas tenham uma visão realista, objetiva e construtiva do planeta Terra.

Facebook Twitter LinkedIn 

Comente no Facebook