Cidadão usa barreira ecológica para retirar lixo de rio no Paraná

0

Em Colombo (PR), Diego Saldanha de Melo recolhe lixo preso na #ecobarreira, vende os materiais e reverte o dinheiro para melhorar uma escola da região. Ele conta que já retirou um fogão e televisões do Rio Atuba.

Por Rafael Bruza

O vendedor ambulante, Diego Saldanha de Melo / Foto – Reprodução (Arquivo pessoal/Facebook)

O vendedor ambulante, Diego Saldanha de Melo, ficou famoso nas redes sociais após criar e mostrar no Facebook uma barreira ecológica que reduz a poluição do Rio Atuba, em Colombo (PR), onde reside. A barreira foi feita com galões flutuantes e impede que o lixo flutuante desça pela corrente. Logo Diego recolhe o material preso, o vende e reverte o dinheiro para melhorias de uma escola da região.

“Tomei essa iniciativa por que quero demonstrar aos meus filhos que precisamos preservar a natureza”, contou o vendedor ao jornal Bem Paraná em janeiro de 2017, quando viralizou um vídeo no Facebook que mostra Diego recolhendo sujeira na ecobarreira. “Pretendo tentar trazer vida novamente ao Rio Atuba. Tenho recolhido sacolas de lixos, garrafas pet, já cheguei a retirar até um fogão de cozinha do rio”.

A ecobarreira é feita com galões de água de 20 litros, envolvidos em redes que formam uma estrutura sólida presa nas margens do rio, por onde o lixo flutuante não passa.

O vendedor mora perto do local desde criança e conta que tomava banho no Rio Atuba, que deixou de ter peixes por conta da poluição. Diante da situação, ele decidiu agir.

“O projeto nasceu da necessidade de dar mais vida ao rio. Eu nasci aqui, pescava e nadava nesse rio. Eu estava vendo o Rio Atuba morrer e resolvi dar minha parcela de contribuição”, afirma. “O pessoal reclama das enchentes, mas não faz sua parte”.

Atualmente o vendedor continua recolhendo lixo do Rio Atuba e dá palestras em escolas para ensinar crianças a fazer suas próprias ecobarreiras.

Famoso, com mais de 5 mil amigos no Facebook, ele também concede entrevistas a veículos de imprensa, como a filiada da Band no Paraná, para falar sobre sua iniciativa. O primeiro vídeo da ecobarreira, publicado por Diego em janeiro de 2017, obteve quase 5 milhões de visualizações.

No início de janeiro, Diego divulgou imagens que mostram a ecobarreira prendendo uma televisão de 20 polegadas. O vendedor afirma que já pegou “uma coleção de televisões” descendo o rio.

Jornalista formado em Madri, retornou ao Brasil em 2013 para lançar um meio de comunicação próprio. Idealizou, projetou e lançou o Indepedente em fevereiro de 2016. Acredita que o futuro do mundo está dentro de cada um de nós e trabalha para que as pessoas tenham uma visão realista, objetiva e construtiva do planeta Terra.

Facebook Twitter LinkedIn 

Comente no Facebook