Em nota, PT denuncia atentado político e exige punição

0

Na madrugada desse sábado (28), criminosos dispararam mais de 20 tiros contra o acampamento Marisa Letícia em Curitiba, onde estão acampados apoiadores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em vigília contra sua prisão ilegal. Os disparos atingiram um integrante do acampamento que está hospitalizado em estado grave. Outra pessoa foi atingida por estilhaços.

O ataque é mais um episódio de violência política contra a democracia e acontece um mês depois de tiros terem atingido ônibus da caravana Lula Pelo Brasil no interior do Paraná. Até agora não foram presos os autores dos disparos feitos no mês passado e tampouco os de ontem.

Depois do golpe de estado que derrubou a presidenta democraticamente eleita Dilma Roussef, aumentaram os ataques e assassinatos contra lideranças sociais no campo e na cidade. E junto, segue uma inaceitável omissão conivente das autoridades e da mídia golpista que silencia ante a barbarie crescente. O assassinato da vereadora Marielle Franco no Rio de Janeiro continua impune.

O mundo inteiro conhecerá mais um crime politico que se cometeu no Brasil depois do golpe. O Partido dos Trabalhadores exige punição imediata dos criminosos. Chega de conivência! Basta!

Lula livre! Marielle presente!

Curitiba, 28 de abril de 2018

Comissão Executiva Nacional
do Partido dos Trabalhadores

Gleisi Hoffmann

A presidenta do PT Gleisi Hoffmann publicou vídeo nesta manhã (sábado 28) e comentou o caso “muito grave o atentado nesta madrugada ao acampamento da vigília democrática de solidariedade ao Lula. Companheiro Jeferson, de São Paulo, baleado no pescoço, corre risco de morte. Esperamos providência rigorosa por parte das autoridades de segurança”.

 

 

Comente no Facebook