Internautas criticam Sérgio Moro por foto com Doria; juiz minimiza polêmica

0

Juiz federal foi criticado por tirar foto com ex-prefeito; internautas questionaram sua imparcialidade para julgar casos de políticos rivais do PSDB.

Por Rafael Bruza

O ex-prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB) em imagem com o juiz federal Sérgio Moro

Internautas criticaram o juiz federal Sérgio Moro nas redes sociais nesta quarta-feira (16), após divulgação de uma foto do magistrado com o candidato ao Governo do Estado de São Paulo, João Doria (PSDB).

“Quando o mercado internacional e financeiro (que apoia figuras como Dória) passa a apoiar um juiz, é no mínimo para se desconfiar. Ou vocês realmente acham que essa turma esta preocupada com o corrupção e o patrimonialismo do estamento brasileiro???”.

“O que faz um juizeco de primeira instância num evento de lobistas nos EUA? É preciso ser muito idiota, MUITO IDIOTA, para achar que esse jacu terá alguma importância na história do Brasil”, disse Flavio Gomes no Twitter.

“Moro se diz apartidário, mas vai a evento do tucano Pedro Taques. Vai a evento de revista e troca sorrisos e conversa ao pé do ouvido c p tucano Aécio,Alckmin, Serra. Vai aos EUA palestrar em evento do tucano Dória. Vai… Não falta nem o bico”, declarou uma internauta.

“Moro em Nova York ao lado de Doria. Nada de novo. Já havia feito mesmo num evento cheio de tucano citado na Lava-Jato. Claro q ele é um juiz de 1ª instância, mas já que não pode investigar, ao menos evite ser visto junto. Não basta ser honesto; tem q parecer. E desfilar com tucano não é”, argumentou Marcelo Barros.

Outros internautas apoiaram o juiz no Twitter.

“Quanto à ‘polêmica’ foto do Moro com o Dória em uma festa… Quero ver é as decisões dele, com quem ele tira foto em uma festa não me interessa, se ele não punir os criminosos aí sim vou criticar, quanto ao que ele faz nas folgas não cabe a mim comentar. Sem mais”, afirmou Ederson Matheus.

“Sr. Sergio Herói Moro, é mt educado . ah esqueci a esquerdinha suja abomina gente educada e que mantém a postura, Doria recebeu o prêmio da Câmera de Comércio Brasil EUA em 2017. E o Moro em 2018. Por isso a foto.mas o lixo dos apoiadores de bandido não sabem o que é ser educado”, afirmou Beatriz CMP.

“O Dória é algum bandido? Qual o problema em tirar fotos num evento? Quando o Aécio cair nas mãos dele vai p cadeia também. Seu vagabundo defensor de ladrão”, questionou o internauta Marcus Padilha.

“O pior pra mim é o fato de que parte da Imprensa só foca na foto junto ao Dória! Se alguém do PT chamasse o Moro pra foto tenho certeza de q ele tb iria mas alguém do PT faria isso? Muito jornalista parece q só quer ver o circo pegar fogo”, afirmou outro cidadão na Internet.

O encontro aconteceu na noite desta terça-feira (15), em Nova York, num jantar oferecido pela Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos. Moro foi homenageado com o título de “Personalidade do Ano”. Na imagem, também estão as esposas do magistrado e do ex-prefeito, Rosângela Wolf Moro e Bia Doria.

Na legenda da foto, postada nas redes sociais do tucano antes de viralizar, Doria manifestou admiração pelo magistrado.

“Noite especial aqui em NY ao lado de duas pessoas que admiro: ex-prefeito de NY, Michael Bloomberg e o Juiz Sergio Moro, homenageados no ‘Person of the Year Awards’ (Personalidade do Ano), prêmio que também tive a honra de receber no ano passado”.

Cerca de 60 manifestantes se reuniram em frente ao Museu de História Natural, onde ocorreu o banquete, com faixas dizendo “Lula livre” e gritos de ordem contrários ao juiz.

 “Bobagem”, diz Moro

No passado, o juiz federal já manifestou arrependimento por tirar foto com Aécio Neves, senador tucano hoje investigado na Lava Jato – Doria não tem acusações na investigação.

Mas, desta vez, o juiz federal minimizou as críticas que recebeu na Internet e de políticos do PT.

“Estar em um evento do social e tirar uma foto, não significa nada, acho uma bobagem isso”, disse Moro.

Moro disse que aceitou a homenagem por entender que é um reconhecimento a todo o Judiciário e uma mensagem ao setor privado na luta contra a corrupção e para indicar que a democracia esta funcionando.

“O reconhecimento na verdade a um trabalho institucional que tem sido feito acaba havendo um direcionamento mais pessoal, mas eu tenho muito claro que esse é um reconhecimento de um trabalho mais amplo. Eu vim com dois objetivos: dar o recado de que, na minha opinião, a democracia brasileira está forte, as instituições brasileiras estão funcionando bem e por outro lado, como são eventos muito relacionados ao setor privado, a mensagem de que o setor privado tem uma grande responsabilidade em políticas anticorrupção, seja para adotar práticas que incentivem não pagar propina e não incentivar este tipo de comportamento, como também de demandar mudanças mais gerais de políticas que reduzam o incentivo à corrupção”, disse o juiz.

| Contribua com o jornalismo livre do Independente: apoia.se/independentejor

Jornalista formado em Madri, retornou ao Brasil em 2013 para lançar um meio de comunicação próprio. Idealizou, projetou e lançou o Indepedente em fevereiro de 2016. Acredita que o futuro do mundo está dentro de cada um de nós e trabalha para que as pessoas tenham uma visão realista, objetiva e construtiva do planeta Terra.

Facebook Twitter LinkedIn 

Comente no Facebook