José Anibal troca farpas com João Dória

0

Derrotado, José Anibal contesta a legitimidade das prévias do PSDB para escolher o candidato do partido ao  governo de SP e ataca João Dória, o vitorioso da eleição. O ex-prefeito de SP rebateu

Depois das prévias do PSDB que referendaram a vitória de João Dória Jr como o pré-candidato oficial do partido ao governo de São Paulo, o clima esquentou entre o ex-prefeito e o presidente do ITV – Instituto Teotônio Vilela –, José Anibal.

Anibal fez insinuações de que o processo de prévias foi uma fraude. João Dória rebateu:

“Não houve fraude alguma, José Aníbal. A fraude está no seu coração. Tenha a alma do Mário Covas, tenha a alma do Franco Montoro. Tenha a alma do Geraldo Alckmin ou peça para sair e encontre um partido para abrigar sua alma amarga, revanchista e odiosa”, disparou.

O pré-candidato do PSDB ao governo de São Paulo em entrevista destacou que os concorrentes derrotados, Luiz Felipe D’Ávilla e Floriano Pesaro o cumprimentaram pela vitória, ao contrário de José Anibal que, segundo o ex-prefeito, é um amargurado que coleciona derrotas em sua vida, sobretudo recentemente.


José Anibal publicou um vídeo na internet e disparou que o presidente da legenda em São Paulo, Pedro Tobias, e o secretário-geral, Cesar Gontijo, foram responsáveis pelo “atropelo” nas prévias.

“O secretário-geral chegou a prever que haveria fraude nas prévias e chamou isso de efeito colateral, sem comentários”, murmurou.

Anibal rasgou o verbo contra Dória:

“Ele sim tem fraude na mente e no coração. Fraudou a vontade dos paulistanos dizendo que ia ficar todo período do mandato na prefeitura, fraudou os compromissos que assumiu e estamos vendo aí a cidade abandonada”

E despejou adjetivos contra o ex-prefeito: “gestor inepto e incompetente, político carreirista”. José Anibal enfatizou: ‘o nome de Mário Covas na boca de Dória é um insulto, Covas era um homem de idéias e posições, e não um marqueteiro mentiroso e contumaz”.

A eleição

Doria venceu as prévias tucanas em primeiro turno, com 11.993 votos (80,02%). O secretário de Desenvolvimento Social Floriano Pesaro obteve (1.101 votos – 7,35%) e o cientista político Felipe D’Avila (993 votos – 6,63%). José Anibal encerrou a disputa em último lugar, com 6,01%.

 

 

Jornalista e formado em ciência política pela UNESP, André Henrique já atuou como docente, assessor parlamentar e consultor político, mas é no jornalismo que o sociólogo se realiza profissionalmente, especialmente na editoria de política.

Comente no Facebook