Líder dos caminhoneiros pede volta do abastecimento e novos protestos

0

Caminhoneiros de Goiás, no entanto, resistiram ao pedido de Wallace Chorão e afirmam que mantém as paralisações.

Por Rafael Bruza

Wallace Chorão, um dos líderes da greve de caminhoneiros, divulgou vídeo em grupos de Whatsapp nesta quarta-feira (30), pedindo para caminhoneiros voltarem a abastecer a sociedade, que “não tem culpa” da situação, segundo afirma. Ele também convoca protestos em Brasília a favor da queda dos preços dos combustíveis.

“O Governo não nos recebeu. Descartamos todas as nossas energias e forças. O Governo negou o diálogo. Agora peço a todos os companheiros que levantem, sigam adiante, descarreguem seus caminhões para a população não pagar porque ela não tem culpa”, afirma Chorão no vídeo. “Não participei nem compactuei com sindicatos, cooperativas e federação. Quero deixar bem claro que eles aceitaram esses R$ 0,46. Peço que todos descarreguem seus caminhões para abastecer a população e venha pra Brasília, onde vamos continuar (com os protestos)”.

Chorão é uma das lideranças que surgiram do movimento de caminhoneiros nas redes sociais nas últimas semanas. Ele se comunica com os grupos grevistas através do Whatsapp – produzindo vídeos como este acima.

Depois do anúncio de medidas feito pelo Governo Temer, e aceitas por entidades como a Associação Brasileira dos Caminhoneiros (ABCAM), muitos grupos grevistas mantiveram as paralisações esta semana seguindo orientação de lideranças como Chorão e André Janones.

Outros retornam ao trabalho – levando as primeiras cargas de gasolina que chegaram a cidades como São Paulo, na terça-feira (29).

Em Aparecida (GO), grevistas afirmaram que Chorão se “vendeu” ao Governo e declararam que vao manter a greve.

“Eu queria dizer para vocês que a paralisação não vai acabar a mando de uma pessoa que se vendeu para o Governo mais uma vez, tá, Chorão?” afirma o caminhoneiro. “A gente não vai acatar o que você falou. A gente não vai sair porque nossos objetivos não foram alcançados”.

Enquanto caminhoneiros divergem sobre a situação da greve, a Petrobras voltou a aumentar o preço da gasolina depois de cinco quedas consecutivas do valor do combustível. A partir da quinta-feira (31), o preço sobe 0,74%.

Jornalista formado em Madri, retornou ao Brasil em 2013 para lançar um meio de comunicação próprio. Idealizou, projetou e lançou o Indepedente em fevereiro de 2016. Acredita que o futuro do mundo está dentro de cada um de nós e trabalha para que as pessoas tenham uma visão realista, objetiva e construtiva do planeta Terra.

Facebook Twitter LinkedIn 

Comente no Facebook