Manifestantes se instalam na sede da Rede Globo em defesa de Lula

0

Integrantes de movimentos sociais prometem acampar diante da emissora até o julgamento de Lula no TRF-4, que ocorrerá dia 24 de janeiro, e criticam a cobertura da emissora sobre as acusações contra o ex-presidente.

Por Rafael Bruza

Manifestantes criticam cobertura da TV Globo sobre as acusações contra o ex-presidente Lula / Foto – Reprodução (Facebook)

Cerca de 150 manifestantes de movimentos sociais como o Levante Popular da Juventude, o Movimento sem Terra (MST), entre outros, se instalaram nesta segunda-feira (22) diante da sede da TV Globo no Rio de Janeiro para protestar contra a cobertura do conglomerado sobre as acusações contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

“A emissora teve sua atuação questionada em diversos momentos da história e influenciou os principais episódios políticos, sustentando com uma atuação parcial durante desenrolar do Golpe de 2016”, diz publicação do Levante Popular da Juventude sobre a manifestação.

O grupo também afirma que a TV Globo promove um noticiário contrário ao ex-presidente em seus noticiários.

“Uma pesquisa realizada na Universidade Federal do Rio de Janeiro, constatou que entre dezembro de 2015 e agosto de 2016 o Jornal Nacional dedicou quase 13 horas de noticias negativas sobre Lula e nenhuma hora de notícias favoráveis”, afirma o texto. “Além disso a emissora teve grande contribuição nos golpes de 1964 e 2016, golpeando a democracia e os direitos do povo brasileiro”.

Segundo o Levante Popular da Juventude, o acampamento durará até 24 de janeiro, dia do julgamento de Lula no Tribunal Regional Federal da 4ª Região, em Porto Alegre, quando ocorrerão outros protestos a favor do ex-presidente.

A manifestante Luma Vitório afirma que a Rede Globo pretende evitar que Lula se candidata nas eleições presidenciais deste ano.

“Já tentaram várias manobras, mas o que sustenta a República de Curitiba e as inconstitucionalidades do processo é a Globo, que tem se empenhado para atacar Lula para que ele não concorra às eleições em 2018”, afirma a manifestante do Levante Popular da Juventude.

Os manifestantes carregam cartazes que criticam a emissora e o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), que julgará recurso do ex-presidente na quarta-feira (24).

A Rede Globo não comentou os protestos.

Trending Topics

Os termos “sede da Globo” entraram na lista do Twitter de assuntos mais comentados do país na manhã desta segunda-feira (22).

O protesto dividiu os internautas. Alguns apoiaram o ato, enquanto outros questionaram os organizadores e criticaram os movimentos responsáveis.

Jornalista formado em Madri, retornou ao Brasil em 2013 para lançar um meio de comunicação próprio. Idealizou, projetou e lançou o Indepedente em fevereiro de 2016. Acredita que o futuro do mundo está dentro de cada um de nós e trabalha para que as pessoas tenham uma visão realista, objetiva e construtiva do planeta Terra.

Facebook Twitter LinkedIn 

Comente no Facebook