Menos de 24 horas para Jair Bolsonaro se tornar presidente do Brasil

0

Brasília já espera Jair Bolsonaro tomar posse e se tornar o 38º presidente do Brasil

Por Nayara de Andrade, direto de Brasília

Nesta terça (1º), Jair Bolsonaro (PSL) se torna oficialmente presidente do Brasil. O esquema para a cerimônia de posse já está montado na Esplanada na capital federal. Ao lado de sua esposa, e então primeira-dama, Michelle Bolsonaro, o presidente eleito passará a tarde de eventos que inicia-se na Catedral de Brasília e em seguida seguem rumo ao congresso Nacional onde será oficialmente empossado.

No Congresso Nacional, Bolsonaro realizará seu o primeiro discurso como presidente da República depois de assumir o cargo.

Tudo deverá estar pronto pontualmente às 14h30 do primeiro dia do ano de 2019. Bolsonaro fará o trajeto da residência do Granja do Torto com Michelle em direção à Esplanada dos Ministérios.  Em um dos mais importantes monumentos de Brasília, a Catedral, o casal se encontrará com a seu vice, Hamilton Mourão, general da Reserva do Exército Brasileiro e sua esposa, Paula Mourão.

Segurança no céu e na terra

A segurança da posse de Jair Bolsonaro é um dos pontos mais delicados do evento, uma vez que quando candidato Jair foi atacado e sofreu uma facada na barriga durante sua campanha em Juiz de Fora em Minas Gerais.

Por isso, o esquema de segurança será ainda mais reforçado não dispensando até um arsenal de mísseis guiados a laser com poder de derrubar aviões.

O céu já está com um raio de mais de 7 quilômetros fechado. O esquema de segurança aérea é um dos mais bem preparados na história do país. Contarão com  mais de 20 aeronaves da Força Aérea e entre elas alguns caças F-5.

Ricardo César Mangrich,  o comandante e major- brigadeiro explica que o esquema será parecido com os de grandes eventos mundiais como as Olimpíadas e Copas.

“Eu tenho um único ponto a ser defendido. Na história do sistema de defesa aérea espacial brasileiro, nos seus 45 anos, vai ser o ponto mais bem defendido de toda história”, afirma o comandante.

A área total de proteção chega a quase 200 quilômetros cobrindo praticamente todo Distrito Federal. Para sobrevoar nesta área serão necessárias autorizações prévias  dadas pela FAB.

Caso seja identificada alguma aeronave, sem autorização, esta será  imediatamente interceptada, mas segundo o tenente-coronel Anderson Jean Oliveira, diretor de operações do Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo, a operação não interferirá no movimento do aeroporto de Brasília.

“O tráfego aéreo não vai parar, a malha aérea vai permanecer, mesmo assim, tendo as condições de segurança”,

Em terra firme, a segurança também será mais que reforçada. A Esplanada dos Ministérios  já está interditada desde 0h do dia 30 de dezembro.

Serão quatro barreiras de revista com detectores de metais. Não é permitido portar objetos  como garrafas de vidro, bolsas e mochilas, sprays, máscaras, fogos de artifício, produtos inflamáveis, armas de fogo, objetos cortantes, drones, animais e nem carrinhos de bebê.

Estão presentes na Esplanada pelo menos seis mil agentes de segurança  e até atiradores de elite.

Protocolo

Conforme a tradição o presidente eleito deve seguir a tradição de seguir com a primeira -dama no Rolls-Royce,  desde 1953, presente desde a Era Vargas. Mesmo assim o gabinete de segurança nacional recomenda usar um carro fechado  e blindado. Jair, não quer, quer desfilar em uns dos símbolos presidenciais escoltado pelos motociclistas e pelos dragões da Independência como de costume.

Os organizadores do evento esperam entre 250 a 500 mil pessoas para a posse do presidente eleito com direito a caravanas de apoiadores e ônibus de turistas. No Congresso, Jair Bolsonaro e Mourão subirão a rampa onde serão recebidos pelos presidentes  do Senado, Eunício Oliveira e da Câmara, Rodrigo Maia. Passarão pelo Salão Negro e o Salão Verde até chegarem ao Plenário da Câmara onde realmente começa a oficialização da cerimônia de posse com a assinatura e discurso.

No Plenário da Câmara estão Jair Bolsonaro, Mourão, Raquel Dodge, Eunício Oliveira, Rodrigo Maia, Dias Toffoli além de dois representantes da mesa diretora do Congresso Nacional, a partir deste momento Jair Bolsonaro se torna o 38º presidente da República do Brasil.

Jornalista formado em Madri, retornou ao Brasil em 2013 para lançar um meio de comunicação próprio. Idealizou, projetou e lançou o Indepedente em fevereiro de 2016. Acredita que o futuro do mundo está dentro de cada um de nós e trabalha para que as pessoas tenham uma visão realista, objetiva e construtiva do planeta Terra.

Facebook Twitter LinkedIn 

Comente no Facebook