O Globo diz que Bolsonaro promove ‘ataque à liberdade de imprensa’

0

Editorial do jornal impresso responde declarações do presidente eleito no Jornal Nacional.

Por Rafael Bruza

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, em entrevista no Jornal Nacional (TV Globo)

O jornal O Globo, principal veículo escrito do Grupo Globo, publicou editorial nesta terça-feira (30) em que critica o presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), por conta da declaração sobre os cortes de verbas de publicidade oficial do jornal Folha de S. Paulo, feita durante entrevista no Jornal Nacional. Os editoriais são textos em que o jornal impresso expressa sua opinião sobre um assunto.

No Jornal Nacional, Bolsonaro disse que a Folha se comporta de maneira “indigna” de receber verbas.

“Não quero que (a Folha) acabe. Mas, no que depender de mim, imprensa que se comportar dessa maneira indigna não terá recursos do governo federal. Por si só esse jornal se acabou”, afirmou Bolsonaro na entrevista.

Opinando sobre a declaração, o jornal global disse que o militar promove um ataque à liberdade de imprensa ao “ameaçar a ‘Folha de S.Paulo’, e a imprensa em geral, com o corte de verbas publicitárias, caso se considere atingido por alguma reportagem”.

“Como qualquer cidadão, o governante tem todo o direito de reclamar do trabalho jornalístico, mas pelos meios devidos, como a Justiça. Não pode utilizar o poder do Estado para punir veículos por decisão própria, sem qualquer mediação legal. Trata-se de ataque à liberdade de imprensa, protegida pela Constituição”, diz o editorial intitulado “Bolsonaro insiste no erro”.

Verbas de publicidade

Os veículos do Grupo Globo receberam R$ 6,2 bilhões entre 2003 e 2014 – durante os governos do PT – antes de ser eleito, Bolsonaro declarou que vai cortar verbas desse conglomerado.

O jornal Folha de S. Paulo, a sua vez, recebeu 275, 4 milhões entre 2000 e 2014.

O Grupo Record cujo dono, Edir Macedo, declara apoio a Jair Bolsonaro, recebeu R$ 2 bilhões entre 2003 e 2014 – durante os governos do PT.

Bolsonaro nunca sugeriu cortes das verbas desse conglomerado que o apoia.

Entenda como o Portal R7 defende o presidente eleito:

Jornalista formado em Madri, retornou ao Brasil em 2013 para lançar um meio de comunicação próprio. Idealizou, projetou e lançou o Indepedente em fevereiro de 2016. Acredita que o futuro do mundo está dentro de cada um de nós e trabalha para que as pessoas tenham uma visão realista, objetiva e construtiva do planeta Terra.

Facebook Twitter LinkedIn 

Comente no Facebook