Organização pretende esconder vaias a Temer na abertura das Olimpíadas, segundo jornal

1

O som de fundo do estádio do Maracanã será aumentado para amenizar as vaias dirigidas ao presidente interino, Michel Temer, segundo a Folha de S. Paulo.

Informação – Redação * com informações do jornal Folha de S. Paulo

organização-pretende-abafar-vaias-a-temer-na-abertura-das-olimpíadas-segundo-jornalDurante a cerimônia de abertura das Olimpíadas, que será realizada na sexta-feira (05), os responsáveis pela organização pretendem aumentar o som de fundo do estádio do Maracanã introduzindo uma música ou efeito sonoro para esconder as vaias dirigidas ao presidente interino, Michel Temer.

A ideia, revelada pela Folha de S. Paulo, é aumentar o som do estádio para evitar que a televisão capte um momento constrangedor ao Governo interino.

Segundo o jornal, o som será aumentado depois que o presidente disser “declaro abertos os jogos do Rio, celebrando a 31ª Olimpíada da era moderna”, abrindo o evento em fala que não deve durar mais de 10 segundos.

Na semana passada, Michel Temer foi vaiado durante um dos ensaios da abertura das Olimpíadas pelos participantes dos ensaios da abertura. Ele indicou que espera mais rechaço a sua imagem durante a abertura oficial dos jogos e diz estar preparado para a situação.

“Estou preparadíssimo para as vaias. No Maracanã, como dizia o Nelson Rodrigues, se vaia até minuto de silêncio. Estou preparadíssimo, não tenho a menor dúvida disso. E tenho de cumprir esse deve institucional. Aliás, eu soube que os ex-presidentes nem vão. A brincadeira é que eles estão reservando as vaias só para o presidente”, afirmou Temer em entrevista ao conglomerado de imprensa do Rio Grande do Sul, o Grupo RBS.

Os organizadores esperam 45 chefes de estado no dia da abertura das Olimpíadas. Eles serão recebidos em uma recepção do Palácio do Itamaraty, no centro do Rio de Janeiro. Temer receberá os líderes em um coctel e seguirá com todos eles para o estádio do Maracanã.

O interino vai assistir a cerimônia de abertura ao lado de sua esposa, Marcela Temer, mais 42 convidados do Governo brasileiro e 42 convidados do COI.

Os ex-presidentes José Sarney, Fernando Collor, Fernando Henrique Cardoso e Lula não irão à cerimônia de abertura. A presidente afastada Dilma Rousseff também recusou o convite.

Na abertura da Copa do Mundo de 2014, Dilma Rousseff foi xingada e vaiada em mais de uma ocasião. A televisão mundial captou o momento.

Jornalista formado em Madri, retornou ao Brasil em 2013 para lançar um meio de comunicação próprio. Idealizou, projetou e lançou o Indepedente em fevereiro de 2016. Acredita que o futuro do mundo está dentro de cada um de nós e trabalha para que as pessoas tenham uma visão realista, objetiva e construtiva do planeta Terra.

Facebook Twitter LinkedIn 

Comente no Facebook