Quem é o youtuber que acusa Haddad de jogar uma Bíblia no lixo?

0

Eleito deputado estadual pelo PSL de Bolsonaro no Ceará, André Fernandes começou fazendo vídeos de comédia e viralizou no Youtube após gravar o vídeo “Você tem coragem de votar que tem “coragem” de votar no militar.

Por Rafael Bruza

O youtuber André Fernandes, de 20 anos

O vídeo mais assistido no Youtube nesta segunda-feira (22) é do youtuber e recém-eleito deputado estadual pelo PSL do Ceará, André Fernandes. Intitulado “Bíblia que Haddad recebeu de presente é achada no lixo!”, o vídeo foi assistido mais de 800 mil vezes e acusa o candidato à Presidência do PT de ter abandonado uma Bíblia no chão de Fortaleza, após um comício no domingo (21).

“Hadddad esteve aqui em Fortaleza ontem, onde fez comício aqui na Praça do Ferreira. E ele recebeu de um tal de Erineudo uma Bíblia Sagrada. E olha só o que foi achado aqui no chão da Praça do Ferreira, a mesma Bíblia que ele recebeu de presente e antes que você diga que é mentira tá aqui a dedicatória”, afirmou o parlamentar. No vídeo, ele abre o livro e mostra o que seria a dedicatória.

Nas redes sociais, Haddad declarou que o livro – dado de presente por um eleitor evangélico – foi furtado no palanque junto com o celular de um assessor.

O celular do assessor também foi furtado na mesma ocasião. E agora aparece essa Bíblia na mão de um deputado do Bolsonaro, dizendo que encontrou a Bíblia no lixo. Que história é essa?!”, reage o candidato petista.

Quem é André Fernandes?

Filho de pais evangélicos e assumidamente “armamentista”, o youtuber de 20 anos publicava paródias, memes e piadas sobre fatos do dia a dia no Youtube, desde 2014, segundo reportagem do Povo Online.

O assunto de seu canal mudou em agosto de 2017, quando gravou o vídeo “Você tem coragem de votar em Bolsonaro?”, onde elenca uma série de argumentos a favor do militar.

O vídeo viralizou, alcançando mais de 100 mil visualizações no Youtube, e 500 mil no Facebook.  Após a repercussão, André se tornou palestrante do movimento Direita Ceará e colunista de um portal sobre política.

Outras polêmicas aumentaram sua repercussão nas redes sociais.

Após divulgar um vídeo sobre Ciro Gomes, foi desafiado por Patricia Lélis – candidata não eleita do PROS – a um debate.

Ele negou.

Debater com alguém que não agrega em nada não tem futuro, mas aceitaria um debate com alguém maior, como o Ciro Gomes”, respondeu. Em outro vídeo, ele ataca a jornalista repetindo expressões como “doida”.

Deputado eleito

Em fevereiro de 2018, sete meses depois de seu primeiro vídeo viral, o youtuber anunciou sua candidatura para a Assembleia Legislativa do Ceará, no partido de Bolsonaro.

Segundo André, o convite partiu do PSL, de Heitor Freire – presidente estadual do PSL e líder do movimento Direta Ceará – e do próprio Jair Bolsonaro (PSC-RJ), candidato à Presidência da República pela mesma legenda.

“Se eles querem que eu saia candidato, quem sou eu pra dizer que não?”, declarou André ao Povo Online.

Viajou dezenas de cidades do país para fazer palestras.

Nas eleições do dia 7 de outubro, foi o terceiro candidato mais votado no Ceará com 109,7 mil votos.

Comparação entre gays a ratos

Nas redes sociais, onde se auto classifica como “cristão”, André sustenta discursos anti-Lula e recorre à temática LGBT de forma recorrente. Em um tweet publicado no último dia 2, Fernandes diz que “homem feminista” é igual a “viado”. No dia seguinte, abriu uma enquete que compara gays a ratos.

Com a pergunta “O que você prefere que venha na Coca-Cola?“, apagada da rede social após repercussão em matéria do O POVO Online, colocou como opções as seguintes respostas: “viado” e rato, com 22 % e 78%, respectivamente, até a publicação da matéria no último dia 8.

Um internauta criticou a comparação do youtuber. “Que cara idiota, quer igualar ratos aos homossexuais. Se isso não é preconceito, isso é o que? Vamos entrar com processo urgente contra essa cara, ele tá humilhando os milhões de gays desse país que vivem honestamente, ajudar esse país a crescer, pagam impostos”, escreveu. Outro comentou: “enquete sem nexo”.

Jornalista formado em Madri, retornou ao Brasil em 2013 para lançar um meio de comunicação próprio. Idealizou, projetou e lançou o Indepedente em fevereiro de 2016. Acredita que o futuro do mundo está dentro de cada um de nós e trabalha para que as pessoas tenham uma visão realista, objetiva e construtiva do planeta Terra.

Facebook Twitter LinkedIn 

Comente no Facebook