Secretario do verde é questionado por postar foto com planta parecida com maconha

0

O secretário do Verde e do Meio Ambiente, Gilberto Natalini (PV), postou foto que mostra uma muda parecida com um pé de maconha  e foi questionado pela imprensa até esclarecer que a muda não era cannabis.

Por Bruna Pannunzio

Na manhã de segunda-feira (03), o secretario do Verde e do Meio Ambiente da cidade de São Paulo, Gilberto Natalini, virou polêmica por conta de uma foto postada em seu perfil de Facebook. A foto chamou atenção de curiosos e foi mandada a jornalistas, que questionaram se uma das mudas apresentadas pelo secretário era de maconha, devido a semelhança de uma delas – que se encontra perto da panturrilha esquerda do secretário – com a erva. O assunto foi tema no jornal Gente, da Rádio Bandeirantes, onde os jornalistas Zé Paulo e Fábio Pannunzio afirmaram que a muda era da planta cannabis.

O secretário enviou um laudo de botânicos da prefeitura  afirmando que a muda era, na verdade, de Castanha do Maranhão.

O professor do departamento de botânica da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), João de Deus, confirmou a versão de Natalini. Esclareceu que a foto postada se refere a plântula de Pachira, mais conhecida como Castanha do Maranhão.

O botânico ressaltou que é comum confundir a muda de cannabis com a castanha do Maranhão, pois tem certa semelhança. Mas a confusão foi mais acentuada por se tratar de uma foto onde a resolução da imagem não é boa.

Uma comparação entre a castanha do Maranhão e uma muda de maconha

Fábio Pannunzio retificou o seu erro no programaBastidores do Poder, na rádio Bandeirantes.

Luciana, assessora de imprensa, do secretario entrou em contato com o Independente falando que Gilberto ouviu o pedido de desculpas do Pannunzio, e agradecendo o reconhecimento do jornalista.

Bruna Pannunzio

Formada em jornalismo pela PUC-SP, Bruna Pannunzio, faz entrevistas especiais para o site e também cuida da parte de Sociedade.
É muito apaixonada pelos temas sociais, tais como drogas, refugiados, entre outros.

Facebook Twitter LinkedIn 

Comente no Facebook