Sem Lula, PC do B, PSOL e PT deveriam apoiar Ciro Gomes, diz Flavio Dino

0

Manuela D’ Ávilla disse estar aberta à construção de uma saída que una a esquerda

Em entrevista à Folha de SP, o governador Flávio Dino, do PC do B, disse que, sem Lula, o seu partido, PSOL e PT deveriam abrir mão de candidatura própria e apoiar Ciro Gomes à presidência da República.

O comunista afirmou que a “multiplicidade de candidaturas” pode inviabilizar a chegada da esquerda ao segundo turno. Ele defende a união das esquerdas em torno de Ciro por ser o melhor posicionado dos pré-candidatos da esquerda. A matéria trouxe a seguinte informação: dos candidatos de esquerda, Ciro herda 15% contra 03% de Manuela D’ Ávilla.

A pré-candidata do PC do B comentou as avaliações de Dino:

“O mais importante da declaração do Flávio Dino é o chamado à razão, ao diálogo. Ele falou isso depois de uma semana na qual PT e Ciro se atacaram de forma desnecessária, digo isso fraternalmente. E diria mais: nossas diferenças são pequenas diante dos desafios do nosso país e de nosso campo. Estou aberta – e todos deveriam estar também – para a construção de uma saída que una o conjunto da esquerda. Eu e meu partido pensamos no Brasil em primeiro lugar, a luta pela unidade popular é a marca da nossa história de 96 anos. Eu estou me esforçando muito nesse sentido. Se não der certo, podem ter certeza, não terá sido por falta de iniciativa e boa vontade de nossa parte.”

Íntegra da matéria da Folha: aqui

Link da declaração da Manuela aqui

Jornalista e formado em ciência política pela UNESP, André Henrique já atuou como docente, assessor parlamentar e consultor político, mas é no jornalismo que o sociólogo se realiza profissionalmente, especialmente na editoria de política.

Comente no Facebook