Vereador de São Paulo: Fernando Holiday viaja ao Nordeste para fazer campanha a Bolsonaro

0

A região Nordeste foi a única em que Bolsonaro perdeu para Fernando Haddad na disputa de primeiro turno.

Por Rafael Bruza

O vereador Fernando Holiday (DEM) e o candidato do PSDB ao Governo do Estado de SP, João Doria / Foto – Reprodução (Twitter)

Eleito em 2016 como o vereador mais jovem da cidade de São Paulo, o coordenador nacional do Movimento Brasil Livre, Fernando Holiday (DEM) viajou ao Nordeste na madrugada desta sexta-feira (19) para defender a candidatura de Jair Bolsonaro na região.

“Triunvirato reunido para a Jornada Patriótica, rumo ao nordeste para desfazer as mentiras do PT. O Brasil se livrará do petismo e aquela região será nosso trunfo!”, disse o vereador ao compartilhar foto tirada com outros coordenadores do MBL, como Arthur MamãeFalei, eleito deputado estadual de São Paulo pelo DEM, e Kim Kataguiri, eleito deputado federal pelo mesmo partido.

A região Nordeste foi a única em que Jair Bolsonaro perdeu para o petista Fernando Haddad na eleição de primeiro turno. Desde então, o militar fez ações voltadas ao eleitorado desta localidade.

O Movimento Brasil Livre fez uma campanha de financiamento coletivo na plataforma Kikante para arrecadar fundos em sua “Jornada Patriótica” no Nordeste contra o Partido dos Trabalhadores.

Cerca de R$ 91 mil foram arrecadados até às 13h desta sexta-feira.

“É tempo de convencimento, olho no olho, voto a voto”, diz a convocatória do movimento.

O partido de Holiday, Democratas (DEM), que compõe o bloco chamado “centrão” no Congresso Nacinoal, originalmente apoiava a candidatura de Geraldo Alckmin à Presidência da República.

Semanas antes do primeiro turno das eleições, no entanto, partidos do centrão cogitaram apoiar Bolsonaro na disputa eleitoral, por conta dos fracos desempenhos do tucano nas pesquisas eleitorais da época.

Apesar do DEM e os demais partidos do centrão terem mantido apoio formal à Alckmin, Fernando Holiday declarou voto em Jair Bolsonaro no primeiro turno.

“Nesse momento, eu me dirijo à milhões de brasileiros e declaro meu voto no dia 7 de outubro (1º turno) a Jair Bolsonaro porque o Brasil precisa mudar”, afirmou o vereador.

No segundo turno, o DEM declarou neutralidade e liberou o posicionamento individual de seus filiados. Mas a sigla tradicionalmente se opõe ao PT. A tendência, portanto, é que a maior parte dos filiados com mandato e militantes do partido siga em campanha pelo militar.

Holiday também apoia a candidatura de João Doria (PSDB) ao Governo do Estado de São Paulo. O tucano declarou apoio a Bolsonaro após o primeiro turno.

Atualização (25 outubro)

O vereador voltou a São Paulo para participar do protesto pró-Bolsonaro no domingo (21) e nesta quinta-feira (25), voltou a agenda de viagens pelo Nordeste, com outras lideranças do MBL.

“Dessa vez, em Pernambuco: Recife e Garanhus! Vamos, aos poucos, arrancando o PT daquela região”, disse Holiday no Twitter.

Jornalista formado em Madri, retornou ao Brasil em 2013 para lançar um meio de comunicação próprio. Idealizou, projetou e lançou o Indepedente em fevereiro de 2016. Acredita que o futuro do mundo está dentro de cada um de nós e trabalha para que as pessoas tenham uma visão realista, objetiva e construtiva do planeta Terra.

Facebook Twitter LinkedIn 

Comente no Facebook